quinta-feira, 1 de setembro de 2011

Cláudio Furmam entrará pro 15 e será confirmado como pré-candidato a Prefeito de Tucuruí


O bom filho sempre a casa retorna. Como o próprio ex-prefeito Cláudio Furman costuma dizer, é tucuruiense de coração, sabemos que foi aqui que ele formou sua família e sempre esteve ligado a política chegando a ser o prefeito com mais mandatos (3), desta vez ele tentará seu quarto mandato.
Fomos informados que o cacique máximo do PMDB já bateu o martelo e na convenção que se realizará neste domingo aclamará Cláudio Furman como pré-candidato a prefeito do PMDB.
O 14 virou 15?
Sim! o 14 vai virar 15, e com isso creio que a maior dor de cabeça para o Prefeito Sancler chegou.
Cláudio Furman a pesar de ter perdido a último eleição chegando em terceiro na disputa eleitoral sempre teve grande apreço pelo povo de Tucuruí, é o único político que se chegar em algum lugar abraçando ou cumprimentando alguém todos sabem que isso é natural dele e não é pelo momento político.
Se o prefeito Sancler que apesar de estar com um mandato cheio de denúncias de corrupção não estava ligando muito para seus concorrentes, pois apesar de tudo teria muitas chances de se reeleger, mas agora... A música vai mudar de candidato mas não de partido: "Cláudio Furman vem aí para Prefeito de Tucuruí...."
E o Gualberto Neto onde fica nessa história, o ex-deputado saiu do Democratas, fez uma enorme propaganda que seria o candidato do PMDB e pelo jeito vai ter que se contentar a ser candidato a vereador, na minha opinião menos mal, acho que é um bom candidato e tem tudo para ser talvez o mais votado, pois pelo que já vi o filme deve se repetir na CMT e uma grande renovação está se desenhando pela atuação pífia dos atuais vereadores.
Mas para lembrar João Marques, qual frase usaremos?

...ele voltou, o bohêmio voltou novamente....

ou

...o campeão voltou, o campeão voltou....

domingo, 28 de agosto de 2011

Denuncia: Fraude em licitação do estado para recuperação de 80 km da PA 150 envolve Prefeitura de Tucuruí


Prefeito Sancler Ferreira suspeito de envolvimento em mais uma falcatrua contra o povo de Tucuruí

Mais uma vez a prefeitura de Tucuruí através do seu gestor Sancler Ferreira (PPS) esta envolvida em escândalo. Agora numa obra do governo do estado, que deveria ser realizada através da Secretaria de Transportes através de contratação de empresa para recuperação de 80 quilômetros de estrada com recapeamento dos pontos críticos, buracos e as cabeças de pontes entre os municípios de Goianésia do Pará e Jacundá.

O fato - Há muito tempo recebemos denuncias que estavam utilizando a Usina de Asfalto de Tucuruí para a produção de massa asfáltica para serviços particulares. Depois de muitos meses, e com o acompanhamento de um vereador do município, realizamos uma campana que culminou com o resultado positivo.

O flagra - Na madrugada do último dia 1º de junho (quinta-feira), observamos uma movimentação estranha, e logo cedo começou a funcionar a fabrica de asfalto, logo em seguida chegou uma caçamba sem nenhuma identificação de propriedade se publica ou particular, estacionou ao lado da usina e logo começou a ser carregada com massa asfáltica. A principio tínhamos a ideia que fosse para as obras do munícipio, mais logo verificamos que não poderia ser por que o município não utiliza o asfalto CAP na s ruas da cidade.

Caçamba descarecterizada recebendo asfalto dentro da Usina em Tucuruí

A fuga do asfalto - Após carregada à caçamba sem placas e nenhuma identificação foi coberta por uma lona e saiu da usina trafegando pela estrada do aeroporto, e nossa equipe atrais filmando o destino do asfalto produzido em Tucuruí. Após mais de três horas, e longe mais de 105 quilômetros de Tucuruí, nos deparamos a uma situação inusitada, dezenas de funcionários uns com vestimenta como nome de Mardok e outros com roupas sem nenhuma identificação, receberam a caçamba e trabalharam retirando a massa asfáltica e realizando os serviços de recapeamento de vários pontos da estrada da PA 150 entre os municípios de Goianésia do Pará e o município de Jacundá.

A caçambá sem placas atravessando a ponte do Mojuzinho em Breu Branco

A caçamba saindo de Goianésia do Pará

Nas fotos a caçamba descarregando o asfalto na PA 150 cerca de 35 quilômetros após a sede do município de Goianésia do Pará

O abuso - Passado uma semana voltamos a realizar as investigações na usina de asfalto de Tucuruí e novamente nos deparamos com a mesma situação sendo que no dia 9 de junho o absurdo era maior, duas caçambas estavam carregando asfalto, sem nenhuma identificação. Sem duvidas do destino da carga, passamos a seguir as caçambas, após mais de 120 quilômetros fora de Tucuruí, encontramos as mesmas maquinas e os trabalhadores aguardando o asfalto e realizando os serviços na PA 150. O motorista da caçamba ao notar que estavam sendo observado e filmado, tentou esconder a caçamba em uma vicinal para tentar driblar nossa equipe.

Duas caçambas carregando asfalto em Tucuruí com destino a PA 150

Uma das caçambas descarregando asfalto na PA 150

Caçamba escondida num ramal para desviar a atenção de nossa equipe de reportagem

A obra - Descaradamente os serviços de recuperação asfáltica da PA 150 no trecho que compreende Goianésia do Para a Jacundá num total de 80 quilômetros foram totalmente realizados com a massa asfáltica produzida na usina de propriedade da prefeitura municipal de Tucuruí.

Os serviços levaram pouco mais de 30 dias para ser concluídos

A legalidade - Há época nossa equipe e o legislador que nos acompanhava, pensávamos que existia uma cooperação entre os munícipios e o governo do estrado, para a garantia de melhorias na PA 150 através de um convênio ou qualquer dispositivo legal para este fim.

A ilegalidade – A obra início no meado do mês de maio e foi finalizada logo após a segunda quinzena do mês de junho, tudo confirmado com os moradores daquela região que realmente agradeceram ao governo do estado pela obra que acabou com os locais de risco no trecho. Ocorre que não existia nenhum dispositivo legal da parte da prefeitura de Tucuruí para a retirada desta quantidade de asfalto que recuperou 80 quilômetros de estrada e muito menos autorização do governo do Pará para a realização da referida obra.

O golpe - Passado o mês de julho sem nenhuma movimentação de saída de asfalto CAP da usina de Tucuruí, achávamos que tudo estava normalizado e que os moradores dos munícipios de Goianésia e Jacundá estavam servidos com a obra da PA 150 com o patrocínio do prefeito Sancler Ferreira. Foi ai que por um passe de magica foi publicado no Diário Oficial do Estado do Pará, no último dia 20 de junho um aviso de licitação para a recuperação da rodovia PA-150 no trecho entre Jacundá a Goianésia do Pará, com extensão de 80 quilômetros, com data para a realização da licitação no dia 07 de julho do corrente ano. Muita coincidência da licitação, foi dai que voltamos a investigar como seria possível estar sendo publicada a licitação de uma obra que já estava completamente finalizada, então verificamos a irregularidade da obra e a gravidade do problema.

Publicação da Licitação para recuperação de 80 quilômetros da rodovia PA 150

O mais interessante e que no dia 17 de agosto, foi publicado no Diário Oficial do Estado o extrato do contrato celebrado entre a Secretaria de Estado de Transportes e a empresa Beste Transportes e Construções LTDA coincidentemente do munícipio de Ananindeua, cidade onde o secretário de Transporte milita politicamente e foi vice-prefeito, para realização dos serviços de recuperação asfáltica entre os municípios de Goianésia do Pará e Jacundá no trecho de 80 quilômetros, obra que deveria iniciar no último dia 10 de agosto e com termino previsto para o dia 8 de dezembro totalizando investimentos dos cofres públicos do estado na ordem de R$ 1.364.462.31.

Publicações do extrato do contrato entre Secretaria de Transportes e BESTE Transportes e Construções LTDA

A visita – Não acreditando no absurdo que estávamos presenciando, nos últimos dias 18 e 26 de agosto, realizamos novamente visitas em toda a extensão dos 80 quilômetros de extensão da obra contratada pela secretaria de Transportes, inclusive tomando depoimentos dos moradores, e, em nenhuma oportunidade verificamos as maquinas e o pessoal trabalhando, isso porque, realizaram a obra com três meses de antecedência, ou seja, a empresa tinha previsto que aquele trecho seria um dia licitado para ser recuperado, e ela, realizou por sua conta e com o apoio do prefeito Sancler Ferreira os serviços na estrada PA 150.

Esperamos que o governador Simão Jatene ao tomar conhecimento da denuncia, tome todas às providencias necessárias para esclarecer a população do estado quais mecanismos foram utilizados para a realização desta obra sem contrato e só após vários meses se legalizou o serviço, inclusive a BESTE já empenho uma nota no valor de R$ 500 mil, e possível verificar quem foi o ordenador da despesa para saber dele como foram feitas as medições destes serviços. E esclarece ainda o porquê da empresa ter realizado a obra três meses antes que fosse lançado o edital de licitação, e de que forma serão pagos os valores que totalizam R$ 1.364.462.31 para a empresa que no período do contrato não terá como provar que realizou a realização da obra.

Solicitamos providencias emergências ao Ministério Público do Estado para elucidar este fato, e que seja devolvido ao munícipio de Tucuruí todo o asfalto que foi desviado irregularmente da população que vive com suas ruas esburacadas e na poeira.

E fato que o único asfalto que os moradores veem nas suas ruas e uma pinche com pedras de brita por cima.

Esperamos que o prefeito Sancler Ferreira, esclarece a sociedade tucuruiense e ao povo do estado qual sua participação nesta falcatrua dando um grande prejuízo ao munícipio de Tucuruí e beneficiando o governo do estado, com certeza esta atitude partindo do gestor tucuruiense não foi por amor ao Pará. (Wellington Hugles)


Acima fotos de diversos pontos da PA 150 entre Goianésia do Pará e Jacundá com recuperação de pontos de riscos, buracos e cabeças de pontes totalizando 80 quilômetros

segunda-feira, 22 de agosto de 2011

Sancler Ferreira inaugurou Inclusão Digital do governo do estado e entregou caminhão do governo federal a Colônia de Pescadores Z-32


Na tarde deste sábado (20), o prefeito de Tucuruí Sancler Ferreira (PPS), realizou uma solenidade para entrega de uma sala de inclusão digital na sede da Colônia de Pescadores. O projeto do governo do estado foi iniciado ainda na administração da ex-governadora Ana Julia Carepa, que há época entregou todos os computadores, os móveis e todo o equipamento para a utilização do sinal do Navegapará. Realizando ainda as reformas e adaptações na sala do prédio da colônia para a entrada em funcionamento do Centro de Inclusão desde agosto de 2008.

Através da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Ciência e Tecnologia – SEDECT credenciou ate o mês de junho vários voluntários que receberão uma bolsa para trabalharem como monitores dos alunos que vão participar dos cursos no novo centro do governo do estado em convênio com a colônia de Pescadores.

Um projeto totalmente financiado e instalado pelo governo do estado e que foi entregue em Tucuruí pelo gestor municipal.


Caminhão Frigorifico – Na oportunidade o Prefeito Sancler, realizou a entrega oficial de um caminhão frigorifico para a Colônia de Pescadores, um incentivo do governo federal ainda na gestão do ex-presidente Lula da Silva, através do Secretaria Especial Aquicultura e Pesca, dando apoio a cadeia produtiva do pescado da região. O caminhão já estava na cidade a mais de 3 anos aguardando a liberação através da PMT, e só agora o prefeito resolver entregar este beneficio do governo federal aos ´pescadores da cidade, beneficio federal que garantirá uma potencialidade aos pescadores da região, e fácil observar o tempo que o caminhão está guardado e só verificar a logomarca da gestão do governo Lula. (Wellington Hugles)

terça-feira, 9 de agosto de 2011

E agora, quem poderá nos ajudar?



Como já disse o professor Augusto Guimarães em seu blog no dia 01 de maio deste ano, o ex-prefeito Cláudio Furman deu uma visitada em Tucuruí, passou por diversos lugares, bar da política, câmara municipal, feira municipal.... a grande curiosidade é que o povo sempre lhe tem como Seu Cláudio, repetem aquela frase: "eu era feliz com o Cláudio e não sabia...", uma pessoa boa e gentil, como político tem suas desavenças, mas como pessoa quase todos lhe querem bem. Pois bem, fiquei sabendo que ele está mesmo pensando em voltar pra Tucuruí e agora com maiores pretenções, ou melhor, para ele nem tão grande assim, pois por três mandatos já governou o município.
Levando-se em consideração que a moral do Prefeito não está das melhores e que fama só tem nos veículos da imprensa como Diário do Pará e Liberal que há quase uma semana diariamente estão a publicar os desgovernos dos últimos 2 anos e 8 meses de sua administração municipal, é bem fácil que mais uma vez a velha sina de que o atual prefeito nunca se reelegeu em Tucuruí se repita.
O ex-prefeito Parsifal Pontes não deu mais o ar de sua graça na cidade e também nada se comenta em relação a ele como futuro candidato à prefeitura da terra da energia.
O ex-deputado Deley está com a moral em alta, pois mostrou excelente administração à frente do Independente quebrando um tabu de mais de cem anos no futebol. Seria sim um forte candidato a Prefeito, mas com a queda se sua esposa Enilda frente a Secretaria de Saúde lhe prejudicou a imagem.
O Dr. Joilson que foi o segundo colocado na última eleição seria um nome forte, mas ainda não obteve o espaço necessário dentro de seu novo partido depois de sua saída do PT.
O PT por sua vez é quem tem hoje mais possíveis pré-candidatos: Jonnes Willian, Alfredo (ainda sem carreira política), Gil. O Jones Willian no ponto de vista hoje é para ser o Prefeito de Tucuruí, pois ao contrário do Joilson ele tem carisma com o povo e o PT teria uma votação muito maior.
O PMDB por sua vez tem hoje o ex-deputado Gualberto Neto, esse com um ótimo grupo de trabalho que com bem menos recursos que muitos quase se reelegeu deputado estadual, mas hoje ainda enfrenta barreira dentro do partido.

Agora é só esperar e vamos ver se ainda aparece alguém, e que seja o melhor para Tucuruí, pois nossa cidade está como a célebre frase do Tiririca "pior do que tá, não fica!"

Uma trégua para o prefeito?

É manchete nos jornais e nos blogs que a petista Ana Júlia está toda enrolada com a prestação de contas do seu governo, o valor do prejuízo acrescido de multa contratual pode chegar a R$ 412,5 milhões.

O motivo dos problemas da ex-governadora Ana Júlia (PT) é que a mesma estaria aplicando o empréstimo de R$ 366 milhões, em total desacordo com a lei que o autorizou.

O problema é que esta situação pode obrigar o partido em nível estadual a pressionar o PT local a "maneirar" a fiscalização e fazer vista grossa sobre os atos do prefeito Sancler (PPS).

Explicamos: Como em Tucuruí os prefeitos nunca se reelegeram, geralmente foram seus adversários quem os sucederam. Para que seus antecessores não lhes fizessem oposição eles os ameaçavam com denuncias de irregularidades e com a não aprovação de suas contas na Câmara Municipal, que geralmente é o quintal dos prefeitos, que sempre tiveram a maioria, quando não, a totalidade dos vereadores.

Situação semelhante pode ocorrer agora em nível de Estado. Não é impossível um acordão entre o PT/Alepa/Governador, o que poderia influenciar na oposição ao Sancler em Tucuruí. É esperar e ficar de olho para ver. No caso da tentativa de Privatização da Cosampa em Belém, os vereadores de oposição resistiram à pressão, inclusive às ameaças de expulsão do partido que apoiava o prefeito de Belém Dulciomar. Não podemos esquecer por outro lado as ligações obscuras entre o prefeito Sancler e o mensaleiro ficha suja petista Paulo Rocha.

É esperar para ver, se os problemas do governo anterior do Estado vão influenciar na política local, e se influenciar, qual vai ser a posição dos vereadores.


Esta é apenas a análise de uma possibilidade, e está baseada em nossa experiência política, ainda não existe nada de concreto, mas é bom ficarmos atentos, como diz o velho ditado: Na política até boi voa!!! E é o nosso dinheiro e o futuro da nossa cidade que está em jogo.

Fonte: folhadetucurui.blogspot.com

Já pensou em ter um carro "novo" ?

O DETRAN, a partir de amanhã (10) estará com o pátio aberto para você analisar os carros apreendidos com problemas de documentação que estarão à disposição para o próximo leilão do órgão que acontecerá no próximo dia 19 no Tucuruí Shopping Center.
O pátio de Detran ficará aberto até o dia 16 no horário de funcionamento do órgão.

Fonte: facebook.com/tucuruinarede

Policiais são denunciados por impedir jornalistas

Policiais tentaram atrapalhar trabalho da imprensa

O promotor de Justiça Militar Armando Brasil Teixeira denunciou os policiais militares que interferiram no trabalho da equipe de reportagem da TV Liberal, canal 7. Eles chegaram a conduzir os jornalistas para a Delegacia de Polícia Civil da cidade de Acará no dia 12 de abril deste ano. Na ocasião, os repórteres faziam levantamento acerca da situação de caos da saúde pública naquele município, distante 153 quilômetros de Belém. O representante do Ministério Público Militar pontua que uma das vítimas, o repórter Guilherme Mendes, foi cerceado no seu direito de ir e vir, além de ter sido constrangido com o fato de que os policiais queriam levá-lo preso no camburão da Polícia.

No episódio se envolveram os cabos da Polícia Militar Edwaldo Bezerra Leal, Jean Márcio Araújo de Souza e Edvandro Martins Oliveira Reis. Eles impediram a equipe jornalística de cumprir o trabalho na Unidade Mista de Saúde de Acará. Os policiais foram chamados pela diretora do órgão, Somonny Almeida Santos Barbosa, que não gostou de ver os repórteres Guilherme Mendes, José Carlos Braga Batista e Edmilson da Luz Monteiro no local. Ela, inclusive, disse que a unidade foi "invadida" pelos jornalistas. Por isso, chamou a Polícia. Toda a ação, incluindo a tentativa dos policiais militares de constranger os repórteres, foi filmada e as imagens anexadas aos autos do inquérito analisado pelo promotor Armando Brasil. Os PMs deverão ser notificados para apresentar defesa, do contrário, serão condenados à revelia. Os repórteres deverão, também, ser ouvidos, na condição de testemunhas da ação delituosa que gerou a denúncia.

Tucuruí – Neste domingo (7), a equipe do Jornal de Tucuruí, encontrava-se realizando uma serie de matérias do veraneio prolongado da cidade e no início da noite na avenida 7 de setembro centro da cidade, foram testemunhas de um acidente exatamente na frente da sede da OAB em Tucuruí, onde uma moto Biz preta com um casal chocou-se na traseira da moto de um profissional moto taxistas com uma passageira, no momento o moto taxistas tinha acionado o pisca alerta que entraria a esquerda, o piloto da moto Biz desatencioso no momento da conversão do moto taxista o rapaz da moto Biz acertou de cheio o moto taxista levando a passageira ao chão desacordada. No momento a equipe de imprensa que estava em frente ao local do acidente, foi acionada pelos agentes da CTTUC para registrar o local e a posição das motos envolvidas no acidente, sendo que o condutor da Biz, sem documentos da moto para apresentar a agente da Companhia, passou a agredir fisicamente o fotografo do Jornal e tento quebrar a câmera fotográfica. Logo após chegou varias viaturas da PM que conduziram os envolvidos a delegacia, e pasmem conduziu a equipe do Jornal para prestar esclarecimento em função de estarmos desempenhando nosso trabalho profissional. Só após o fato consumado foi que recebemos informações que o casal da moto Biz causadora do acidente são familiares de um Policial Militar que foi bastante incisivo em falar a equipe do Jornal de Tucuruí, “vocês são muito salientes mesmos, gostam de se meter no que não são chamados”. Felizmente o Sargento que estava à frente da ação bastante sensato e sem a intenção de corporativismo encaminhou todos os procedimentos dos envolvidos do acidente e dispensou a equipe da imprensa da parte testemunhal. Fatos como estes devem ser coibidos pelo comando da PM. “Não aceitaremos que pessoas que usam a farda desta séria corporação, tentem usar de má fé sua função para coibir o direito a imprensa e deixar de apurar a verdade em detrimento das mentiras”, disparou Wellington Hugles diretor do Jornal de Tucuruí e testemunha do acidente.

fonte: jornaldetucurui.blogspot.com